Buscar
  • Fusca a Dois

Atolando no paraíso. 

Essa é a história do nosso primeiro acampamento de fusca na praia. Tínhamos acabado de sair do Brasil e ainda estávamos cheios da adrenalina de ter entrado em um novo país, o mágico Uruguai. Até o momento tínhamos acampado em dois sítios e em um camping e estávamos animados pra finalmente disfrutar de um acampamento na beira da praia pra poder dormir ao som das ondas. Com uma felicidade que não cabia em nós entramos em Punta del Diablo pra procurar um lugar seguro pra passar a noite. Rodamos pela cidade inteira e encontramos uma estrada que dava direto na praia. Parecia o lugar perfeito, mais afastado do centro, sem casas próximas, sem iluminação de poste por perto, estava decidido, o acampamento seria ali mesmo. Entramos com o carro na areia pra montar as barracas e na hora de manobrar ele não queria mais sair do lugar. O chão até parecia firme, de verdade. Lembro da gente caindo nas gargalhadas quando percebemos o que aconteceu. Logo no nosso primeiro acampamento na praia o fusca atolou, longe de tudo e de todos. É pra rir ou não é?

Tentamos de tudo, colocar os tapetes embaixo das rodas, cavar, colocar tábuas, cavar, empurrar que nem o Hulk, cavar mais. Parecia que quanto mais força pra sair a gente fazia mais ele queria ficar por ali mesmo. No fim buscamos algumas tábuas enormes de madeira numa construção que tinha a algumas quadras dali e depois de muito jeitinho e persistência o fusca conseguiu sair por cima delas e desatolou. Era 17hs quando atolamos e por volta de 19:30hs quando conseguimos liberar o fusca. A lua já estava cheia, só observando nossa missão de resgate que chegava ao fim. Montamos o acampamento por ali mesmo como planejado, já estava escuro e estávamos exaustos de tanto esforço. Ainda montamos o fogareiro pra fritar uns hamburgueres antes de ir dormir. No dia seguinte quando acordamos cedo tudo foi muito bem recompensado, presenciamos o nascer do Sol mais lindo que jamais tínhamos visto. Parecia cena de filme, a impressionante bola amarela surgindo lentamente, pintando o céu de laranja numa linda coloração que mudava sem pressa, conforme a enorme bola de fogo ia terminando de sair de dentro do mar pra dominar o céu.

Atolar definitivamente não é algo que se goste, mas atolar numa linda praia do Uruguai tem os seus encantos. Acredito que isso foi a estrada nos passando um importante ensinamento. Durante a viagem muito perrengue vai aparecer, mas cabe a gente saber tirar o melhor de toda situação. Até uma atolada na praia pode ser engraçada e render uma boa história pra contar, e a natureza sempre estará ali pra nos maravilhar, independente da situação, é só abrir os olhos e apreciar. Ah, e desse dia em diante sempre entramos na praia a pé pra sondar bem o terreno antes de botar o fusca na areia. Fica a dica.

Adriano Medeiros,

Quito, Equador, 10/10/19.

118 visualizações

Rua Huberto Rohden 226

Campeche, Florianópolis, SC 88065-030

Explore

Help

Sociais

Newsletter

Receba nossas novidades e atualizações

Tel: 48 3050-2122

Endereço: Rua Huberto Rohden, 226 - Florianópolis/SC - CEP: 88065-030 (Não temos loja de fábrica) - CNPJ: 29.783.981/0001-72
Contato para atendimento: contato@fuscaadois.com.br
2019 © Fusca a Dois - Todos os direitos reservados

0